Mandalando…

p20140213-201535

Nos últimos tempos venho aprendendo a arte de mandalar com meus amigos com o dom artístico e como é uma arte mística, repleta de simbolismos em suas cores e formas. Achei muito interessante e decidi compartilhar o ensinamento.

A mandala, também conhecida como círculo mágico, é utilizada em práticas meditativas e de autoconhecimento, e leva a iluminação e alcanço da divindade. Ela revela-se espontânea, a partir da junção de todos elementos e seus significados, e podemos direcionar o que almejamos na escolha de uma Mandala.

AS CORES
A combinação das cores está totalmente envolvida com o momento em que a pessoa fez a mandala, com relação ao que acontece no seu dia-a-dia, porque a cor revela o nosso “eu” interior. As cores tem função altamente estimulante e terapêutica e tem um significado atrelado:

  • Vermelho: afasta a depressão e desânimo. Também está relacionada ao poder no plano material;
  • Amarelo: cor da inteligência, estudo e da criatividade;
  • Azul: traz paz, harmonia e serenidade;
  • Laranja: cor da reconstrução, correção e da melhora;
  • Verde: melhora o estado físico e cura o corpo e a alma quando está abatida;
  • Lilás: evita que as energias indesejadas se instalem. Simboliza espiritualidade, artes e beleza.
  • Rosa: simboliza o amor incondicional, doação, compaixão e bondade. É a cor da união.

AS FORMAS
Cada parte da mandala possui um simbolismo:

  • Espaço interior: onde são desenvolvidas as formas, é sagrado, enquanto aquilo que está fora desse espaço é profano;
  • Ponto central: representa a divindade, a fonte de toda a criação;
  • O desenho da mandala: tem quase sempre uma estrutura geométrica que divide o espaço em porções simétricas. A emanação das figuras geométricas e do número de divisões do espaço determinam a chamada “vibração da mandala”.

O processo para absorver a energia emanada pelas mandalas é muito simples, é o processo de observação. É necessário que esteja em um ambiente tranquilo e fique concentrado na mandala, “permaneça olhando quanto tempo quiser. Se ficar cinco minutos, irá se sentir bem e em harmonia. Se ficar 15 minutos, irá restaurar sua energia interior e exterior. Se ficar 30 minutos, bem concentrado no desenho, provavelmente acabará meditando com a ajuda da mandala”, finaliza Celina Fioravanti.

Agora o mais legal é o ato de oferecer uma mandala. É um voto de bem-querer,  gratidão e reconhecimento. Trata-se de um gesto de generosidade espiritual e sentimentos nobres. É efetivamente desejar a quem se oferece o mesmo que desejamos para nós próprios, uma vez que a Mandala é uma exteriorização da nossa essência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s